Banda Larga já representa um terço dos acessos pagos

Os acessos à Internet através de banda larga representam já mais de um terço do total de acessos pagos.

Entre acessos por cabo e por ADSL, a sua representatividade ascende já aos 35%, concluem dados relativos ao quarto trimestre de 2001, compilados pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

O cabo, por si só, chegou ao final do ano passado com 94 mil clientes do serviço de acesso à Internet, mais 273% do que no final de 2000. O ADSL atingiu os 2 474 acessos no final do ano, mais 98% do que no final do terceiro trimestre de 2001.

O número total de subscritores, incluindo a banda larga e a banda estreita, os acessos pagos e aqueles normalmente designados por “gratuitos”, chegou aos 3,5 milhões em Dezembro de 2001, mais 64% face ao valor registado no final de 2000.

Os acessos “gratuitos” representam 92% deste total, cerca de 3,2 milhões de clientes. Este tipo de acessos poderá, todavia, esconder alguma duplicação por parte de alguns subscritores de mais de um serviço.

Feitas as contas, Portugal tinha, no final de 2001, uma taxa de penetração do serviço de acesso à Internet de 33,5%, o que demonstra uma evolução significativa face aos 21% de penetração observados no final do ano anterior.