Novo Opera corrige falhas de segurança

A Opera Software lançou uma nova versão do seu browser para corrigir algumas falhas de segurança detectadas e que eram consideradas graves.

As falhas detectadas encontram-se nas versões para os sistemas operativos Linux e Windows e permitiam a um utilizador malicioso entrar no computador de terceiros.

Uma das falhas mais graves está relacionada com o modo como o browser Opera trata o processamento de ficheiros comprimidos com a extensão .ZIP. Explorando essa falha, podia causar um erro de buffer e a partir dái executar código para conseguir aceder ao computador do utilizador.

A empresa recomenda que todos os utilizadores actualizem o seu browser para a última
[link=http://www.infodesktop.com/software/browsers/cat/3]versão[/link].