Público vai apostar nos conteúdos pagos

O site do conhecido jornal Público terminou a implementação de uma nova versão do site que irá permitir entrar no mundo dos conteúdos pagos.

De acordo com uma notícia publicada na versão impressa do jornal, o Público irá avançar com o serviço Público [link=http://plus.publico.pt/]Plus[/link], um serviço pago para aceder a vários conteúdos do site. Entre eles conta-se o acesso à versão integral do jornal em papel que irá passar a custar 80 cêntimos. A versão em PDF do jornal vai custar anualmente 150 euros enquanto que as newsletters irão custar 10 euros cada por ano de subscrição. A partir de Setembro os utilizadores internacionais irão pagar 10 euros (site com publicidade) ou 20 euros (site sem publicidade) para aceder ao jornal on-line. A disponibilização de conteúdos gratuitos na internet não é rentável e a única fonte de rendimnetos, a publicidade, não chega para pagar os custos. Essa é a razão principal porque muitos sites começam a fechar algumas áreas dos seus sites numa tentativa de vender os conteúdos e conseguir equilibrar as contas.