Google consegue renovação da licença na China

A Google conseguiu renovar a sua licença para poder continuar a estar presente no mercado chinês.

Existiam dúvidas sobre se a licença seria renovada depois dos vários conflitos entre a Google e o governo chinês.

A Google no último dia optou por colocar uma imagem que mostra a caixa de pesquisa do Google no Google chinês. Esta imagem faz o redireccionamento para o Google de Hong Kong e a permitir daí os utilizadores podem fazer pesquisas.

Com esta decisão a Google conseguiu renovar a licença para o mercado chinês que é apenas o maior mercado online e onde a Google precisa de estar presente.

Google aposta na venda de bilhetes de avião

A Google anunciou a semana passada a aquisição da empresa ITA Software.

A empresa ITA Software é especializada em organizar e apresentar informação sobre voos de avião vendendo posteriormente a sua tecnologia a clientes.

A Alitalia, a AIR Canada, a TAP Portugal ou a Virgin Atlantic são alguns dos clientes da ITA Software que também já tinha o motor de pesquisa Bing como cliente.

Com esta aquisição a Google pretende entrar no mercado de venda de bilhetes de avião online apostando numa solução mais amiga do utilizador que actualmente a concorrência apresenta.

Rumores afirmam que Google poderá lançar concorrente ao Facebook

No último fim-de-semana vários sites publicaram notícias sobre novos rumores sobre a Google.

De acordo com esses rumores a Google poderá estar a preparar-se para lançar um concorrente para competir com o Facebook.

O novo site terá o nome Google Me e terá como ponto de partida os actuais Google Profiles, perfis de utilizador que já existem mas que poucos utilizadores utilizam.

Esta pode ser mais uma tentativa da Google entrar nas redes sociais depois de ter lançado o Google Buzz e o Google Wave sem nunca ter conseguido grande aceitação por parte dos utilizadores.

ICANN vai aprovar domínio de topo .xxx

A ICANN decidiu autorizar e avançar com o processo de criação do domínio de topo .xxx.

A ICM Registry é a empresa que apresentou a proposta agora aceite pela ICANN para a criação do domínio de topo .xxx.

O domínio de topo .xxx terá como público-alvo os sites eróticos, pornográficos e outros do género e a ICM Registry espera que muitos webmasters comprem e lancem sites desta temática utilizando a nova extensão.

A ICM Registry já criou no seu site uma área reservada onde os webmasters interessados poderão desde já fazer uma pré-reserva do domínio pretendido.

A ICM Registry estima ter tudo operacional e os primeiros domínios activos no início de 2011.

Google vai lançar loja para o Chrome

A Google anunciou ontem que espera em breve lançar uma loja online com aplicações gratuitas e pagas.

A loja online irá disponibilizar aplicações para o browser Chrome e para o sistema operativo com o mesmo nome.

A integração será bastante avançada funcionando como um separador extra no browser simplificando assim ao máximo o acesso à aplicação.

A própria Google será uma das empresas a disponibilizar aplicações conhecidas como o Gmail, Google Calendar ou Google Reader entre muitas outras.

YouTube completou cinco anos de existência

O conhecido site YouTube fez cinco anos ontem tendo a Google emitido um comunicado a dar conta do sucedido.

A Google revelou no comunicado que o YouTube tem dois mil milhões de visualizações diárias tendo o mesmo duplicado nos últimos oito meses.

A Google continua a trabalhar no YouTube de forma a tornar o serviço rentável e as vendas de publicidade no site triplicaram durante o ano de 2009.

Foi disponibilizado um canal no YouTube onde os utilizadores poderão enviar vídeos sobre a utilização que dão ao YouTube e como que mudou a vida deles.

Scribd anuncia o abandono da tecnologia Flash

O conhecido site Scribd anunciou que irá apostar na utilização da linguagem HTML 5 em detrimento do formato Flash.

O Scribd é um site que permite aos utilizadores alojar documentos e e-books enviados por utilizadores e é o líder neste mercado.

Até agora o Scribd utilizava a tecnologia Flash da Adobe para apresentar os documentos enviados pelos utilizadores.

A equipa que desenvolve o Scribd anunciou que a partir de agora os documentos passarão a ser apresentados recorrendo à tecnologia HTML 5.

A equipa assume que o trabalho desenvolvido nos últimos três anos para a plataforma Scribd foi abandonado e optam por utilizar uma solução aberta e que melhora imenso a usabilidade para os utilizadores.

Google vai abrir loja de venda de livros digitais

A Google prepara-se para abrir já neste Verão uma loja de venda de livros digitais.

A revelação foi feita numa conferência sobre livros em que entre outras coisas ficou a saber-se que a loja terá o nome de Google Editions e deverá ser abrir durante o final do mês de Junho ou durante o mês de Julho.

A Google Editions irá disponibilizar versões digitais de livros e o serviço poderá ser integrado em outros sites numa lógica de partilha do lucro das vendas desde que estes sites façam acordos com a Google.

A Google deverá revelar em breve mais informações sobre este novo serviço.

Domínio .com completa 25 anos de vida

O primeiro domínio .com foi registado precisamente à 25 anos na empresa VeriSign.

A empresa VeriSign era na altura a responsável por gerir o domínio de topo .com e o primeiro domínio .com a ser registado foi symbolics.com no dia 15 de Março de 1985.

Hoje em dia existem mais de 80 milhões de sites que utilizam o domínio de topo .com e a empresa VeriSign continua a ser a responsável pela gestão.

A VeriSign lançou um site comemorativo do dia em 25 years of .com que publica várias informações históricas sobre o domínio .com e sobre a internet.

Português é a terceira língua mais falada no Twitter

A língua portuguesa é a terceira mais falada no Twitter a seguir ao inglês e ao japonês.

A língua inglesa continua a ser a mais utilizada no Twitter com 50 por cento das mensagens a ser colocadas, um valor bastante abaixo dos 75 por cento que a língua inglesa detinha no início de 2009.

Em segundo lugar surge a língua japonesa com 14 por cento e finalmente em terceiro lugar surge a língua portuguesa com 9 por cento de quota de mercado.

O estudo realizado pela empresa Semiocast consistiu na análise de 3 milhões de tweets que foram publicados durante dois dias.